Setor Veleiros - Paróquia Nossa Senhora da Esperança.
Pe. Paulo Sérgio Prado – Pároco

Paróquia Nossa Senhora da Esperança
Rua Nossa Senhora de Nazaré, 101
Cidade Dutra- CEP: 04805-100

Tel.: (11) 5666-5235

MISSAS:
Terças a sextas-feiras: 19 h
Sábados: 17 h
Domingos: 8 h – 10h30 – 18h30
CONFISSÕES
Terças a sextas-feiras das 17 h até horário da missa

PASTORAIS:
A paróquia é formada por vários movimentos e pastorais, além de grupos marianos. A lista inclui Pastoral Familiar, ECC, Pastoral da Juventude, EJC e Grupo de Jovens São Tiago,várias turmas de Catequese e Crisma, como também a Equipe do Batismo, Noivos, Coral, Bandas,o Grupo dos Acólitos e Coroinhas, os Ministros da Eucaristia, a Equipe de Liturgia,o Apostolado da Oração, RCC, Vicentinos, Dízimo, etc.

BATISMO:
Preparação: 17/04 \\ 19/06 \\ 21/08 \\ 18/09 \\ 23/10 \\ 27/11
Batismo: 24/04 \\ 26/06 \\ 28/08 \\ 25/09 \\ 30/10 \\ 04/12

HISTÓRICO

A Paróquia Nossa Senhora da Esperança, situada no Setor Veleiros,foi fundada no mês de abril de 1958 pelo Cardeal Dom Carlos Carmelo de Vasconcelos Motta, Arcebispo da Arquidiocese de São Paulo.Ficou sobre a responsabilidade dos Padres Oblatos,sendo o primeiro pároco Pe.Quilherme Sheehan. Após o grande trabalho realizado pelos Oblatos,foram párocos:Pe.José Pegoraro (1981 –1984);Mons.Waldemar Conceição (1984 –1989); Pe.Alcides Franzoi (1989–1994);Pe.Samuel Viana (1994 –1998);Pe. José Elizeu (1998 –2003)e,a partir de 26 de dezembro de 2003, o atual pároco, Pe.Paulo S. Prado.

Os Oblatos deram início à missão evangelizadora da paróquia.Inicialmente construíram um grande salão,onde eram celebra das as missas. Ao mesmo tempo,o salão funcionava como centro pastoral,onde se realizavam reuniões e festas da paróquia,tendo o objetivo de posteriormente construir a Igreja. Nesse período,foi construída também a residência dos
padres,que depois se tornou seminário da Região Santo Amaro, quando esta pertencia à Arquidiocese de São Paulo.

Hoje,após ter sido ampliado,tornou-se o Seminário de Teologia da Diocese. Mons. Waldemar,com grande apoio da comunidade,construiu o novo salão paroquial e salas para reuniões. O grande salão onde eram celebradas as missas,
que também funcionava como centro pastoral,ficou exclusivo para as celebrações,passando este por reformas,até tornar-se a atual Igreja.Pe.Samuel mandou fazer o novo presbitério, com o painel pintado pelo artista Claúdio Pastro,retratando a primeira missa no Brasil.Pe.José Elizeu mandou construir o coro e, graças ao apoio da comunidade, comprou um órgão italiano que trouxe encanto à liturgia, além de fazer também a sacristia.Pe.Paulo, atual pároco,graças a grandiosa ajuda dos paroquianos,duplicou a altura do presbitério,mandou colocar o novo piso da Igreja, trocou os bancos,as portas,a iluminação. “E enfim,graças a Deus,aos párocos e paroquianos,o grande salão tornou-se a Igreja Nossa Senhora da Esperança.”

PADROEIRA E COMUNIDADE

Conta a história que o rei dom Manuel,no dia 8 de março de 1500,Domingo após a missa celebrada pelo Bispo Dom Diogo Ortiz, vendo as caravelas prontas para zarparem, entregou a Pedro Álvares Cabral o Estandarte Régio e a Imagem de Nossa Senhorada Esperança.A imagem acompanhou a navegação do Descobrimento,tornando-se portanto a primeira devoção mariana no Brasil.Por isso,a pintura do altar procura retratar a primeira missa no Brasil com a Imagem de N.S.da Esperança.A Imagem que veio na Navegação de Cabral se encontra na Igreja de Santiago, em Belmonte, Portugal. Na Paróquia do Setor Veleiros,existe uma réplica.Em virtude das comemorações dos 2000anos de nascimento de Cristo e dos 500 anos do Descobrimento do Brasil e da chegada da primeira imagem de N.S.da Esperança,a paróquia foi escolhida como Igreja Jubilar e no decorrer do Ano Jubilar de 2000 realizou diversos eventos comemorativos,religiosos e culturais ,e
várias paróquias vieram em peregrinações para celebrar o evento. Na época, também se realizou no local a coroação o ficial da Imagem da padroeira, em missa solene celebrada pelo Bispo Diocesano , dom Fernando Antônio Figueiredo. Du-
rante a cerimônia,o coral e a banda sinfônica da Associação Cultural N.S.de Fátima entoou o “Magnificat ”.

“Hoje,contamos com a grande colaboração do Pe.Cláudio Nazário, vice-reitor da Filosofia, dos seminaristas Renato e Ricardo, que estão comigo à frente desta paróquia, no acompanhamento das pastorais,além de contarmos com a grande dedicação de paroquianos que verdadeiramente se entregam como instrumentos de Cristo na evangelização e nas atividades pastorais ”, diz Padre Paulo.“Também temos o trabalho social:a farmácia com atendimento médico;fisioterapia, psicóloga;almoço de segunda a sexta-feira para as pessoas carentes; como também grupos de apoio às pessoas e familiares que sofrem com o alcoolismo e as drogas."

PÁROCO

Pe.Paulo, nascido na região de Santo Amaro, paroquiano da Catedral de Santo Amaro, foi acólito,ministro da Eucaristia e
também organista do coral,e desde adolescente sentiu o chamado vocacional. Entrou para o Seminário de Santo Amaro no ano de 1995,onde fez os estudos de Filosofia e Teologia. Foi ordenado sacerdote no dia 12 de outubro de 2001.Como diácono, foi nomeado vice-reitor do Seminário de Teologia.Ordenado sacerdote,assumiu a Reitoria do Seminário de Filoso- fia e atualmente é o pároco da Paróquia N.S.da Esperança,como também ajuda no atendimento das confissões da Catedral de Santo Amaro.

Mande seu E-mailPágina PrincipalVisite a Cáritas Diocesana de Santo AmaroConheça a Campanha da Fraternidade 2005Visite a Regional Sul 1Visite a CNBBVisite o VaticanoContatoNormas PastoraisAgenda de EventosSetores DiocesanosSemináriosOrganizaçãoCleroReflexõesPágina PrincipalContatoAgenda de EventosNormas PastoraisSetores DiocesanosOrganizaçãoSemináriosCleroReflexõesPágina PrincipalBuscaContatoAgenda de EventosNormas PastoraisSetores DiocesanosOrganizaçãoSemináriosCleroReflexõesPágina PrincipalBusca